PRODUTOS
Membranas de Ultrafiltração
As membranas de ultrafiltração se apresentam como a barreira mais eficiente para a remoção de sólidos em suspensão, bactérias, vírus, e outro patogênicos. Utilizada como pré-tratamento de águas superficiais, água do mar, e efluentes biologicamente tratados, para os sistemas de desmineralização por membranas, tais como osmose reversa e nano-filtração.

A AQUA BRASIL projeta e fabrica seus sistemas, com o know how e experiência para sua ampla gama de aplicações.

Membranas de Osmose Reversa
Osmose reversa é um processo de separação por membrana de fluxo transversal, o sistema é capaz de rejeitar macromoléculas e substâncias dissolvidas num solvente, geralmente água. As substâncias retidas (rejeito) na corrente de descarte no processo de separação podem ser orgânicas ou inorgânicas, com tamanhos de ângstrom. Entre outros fatores, a retenção depende de seu peso molecular, geometria e carga.

Sistema de Desinfecção por Ultravioleta
O Sistema utiliza-se uma lâmpada que produz radiação ultravioleta proporcionando uma dose letal para bactérias, vírus, fungos e outros microrganismos comuns de origem hídrica. Sua utilização é comum em hospitais, laboratórios, processos farmacêuticos, alimentícios, etc. Indicadas para prevenir infecções e contaminações.

A radiação ultravioleta é um procedimento físico, que não altera a composição química, o sabor, nem o odor da água. A desinfecção por ultravioleta constitui uma alternativa segura, eficaz, econômica e ecológica comparada a outros métodos, por exemplo, a cloração.

AQUA 13/80 – Antiincrustante para Osmose Reversa
Utilizado para inibir a formação de depósitos nas membranas de osmose reversa. Os principais incrustantes são: sílica, ferro, alumínio, sulfato de bário, coloides, sulfato de estrôncio, carbonato de cálcio e sulfato de cálcio. Atuando diretamente na maior eficácia do funcionamento do sistema e minimizando a necessidade de limpeza das membranas.

Crepinas
Foram desenvolvidas para aumentar a performance dos sistemas de filtragem, evitando que ocorram a perda do meio filtrante por arraste. Fundamentais para que a retrolavagem e regeneração do meio filtrante sejam realizadas com eficiência.

Elementos Filtrantes
"Utilizados em diversos setores industriais com o objetivo de assegurar a qualidade de fabricação dos produtos. Os elementos filtrantes tipo cartucho de fios contínuos apresentam uma variedade de materiais, comprimentos e grau de retenção.

Sua apresentação inovadora de único centro, proporciona a eliminação de emendas.

São compostos de algodão, poliamida 66, fibra de vidro e polipropileno. Comprimentos varia entre 10” à 40” para a maioria das aplicações desses elementos filtrantes.

Faixa de retenção varia conforme a aplicação entre 0,5 até 200 um.

Os elementos filtrantes mencionados oferecem uma filtragem de alta eficiência, baixa perda de pressão e maior capacidade de retenção das partículas sólidas. Dispomos de uma faixa completa de materiais para o núcleo do elemento filtrante para satisfazer as exigências do segmento de filtração".

Cartuchos Polipropileno Bobinado

Tubo central produzido em polipropileno ou aço inoxidável 304 e 316, apresenta excelente e profunda filtração.

Informações Técnicas:

Diâmetro interno: 28 mm;
Diâmetro externo: 2 1/2", 4 1/2";
Altura: 5", 9 3/4", 10", 20", 30", 40";
Micragem: 0.5, 1, 5, 10, 20, 50, 75, 100 micras;
Temperatura máxima: até 400°;
Fio: Polipropileno, Poliéster, Algodão, Fibra de vidro;
Núcleo: Polipropileno, Inox 304 e 316;
Tamanhos especiais: sob consulta;
Aplicação: Utilizado para Filtração e Retenção de Partículas.

Cartuchos de Polipropileno – Melt Blow

Tecnologia “Melt Blow”, microfibras de polipropileno são sobrepostas e unidas termicamente, não contamina o produto filtrado, retém partículas de areia, argila, ferrugem, também substâncias orgânicas em suspensão (algas mortas).

Informações Técnicas:

Diâmetro interno: 28 mm;
Diâmetro externo: 2 1/2", 4 1/2";
Altura: 5", 9 3/4", 10", 20", 30", 40";
Micragem: 1, 5, 10, 25, 50, 100 micras;
Temperatura máxima: 60°;
Material: Polipropileno;
Modelo: Liso, Ranhurado;
Tamanhos especiais: sob consulta;
Aplicação: Utilizado para Filtração e Retenção de Partículas.

Cartuchos de Polipropileno – Plissado

Garantia de retenção absolta, através de seus complementos que aumentam a área de filtração e apresenta alta resistência a diversas substâncias químicas.

Informações Técnicas:

Altura: 10", 20";
Diâmetro interno: 28 mm;
Diâmetro externo: 2 1/2", 4 1/2";
Micragem: 1, 5, 10, 25, 50;
Temperatura máxima: 60°;
Material: Polipropileno Plissado;
Aplicação: Utilizado para Filtração e Retenção de Partículas;

Elemento Filtrante Absoluto

Garantia de retenção absolta, através de seus complementos que aumentam a área de filtração e apresenta alta resistência a diversas substâncias químicas.

Informações Técnicas:

Altura: 10", 20", 30", 40";
Diâmetro interno: 28 mm;
Diâmetro externo: 2 1/2";
Micragem: 0.20, 0.45, 0.65, 1 micra;
Temperatura máxima: 60°;
Material: Polipropileno Plissado Absoluto;
Extremidades: Aberto nas duas extremidades, Duplo o'ring 222, Baioneta;
Aplicação: Utilizado para Filtração de Líquido, Filtração de Ar, Retenção de Partículas e Bactérias.;
Vasos de Osmose Reversa
Fabricados com as mais avançadas tecnologias e equipamentos, os vasos de pressão PRFV para sistema de osmose são confeccionados com plástico rígido e fibra de vidro, disponibilizados até a faixa de pressão de 1.200 PSI, atendendo os mais altos padrões de segurança.

Com uma variedade de diâmetro e quantidade de membranas por vaso podem ser utilizados em diversas aplicações e vazões em diferentes mercados como: Indústrias Têxtil, Química e Farmacêutica além de serem utilizados em diferentes qualidades de águas. Aceitam um grande número de tipos de membranas de osmose reversa, utilizados nos mais diversos processos industriais como usinas, eletrônicos, alimentos, bebidas, indústria química, biológica, proteção ambiental, etc.

Tanques de Armazenamento de Produtos em AÇO INOX

TANQUE DE AÇO INOX

Tanques de aço inoxidável são usados para manter e armazenar uma variedade de substâncias, incluindo alimentos, bebidas, produtos químicos, gás e água. Eles são de formato cilíndrico, como tambores, mas a sua forma e orientação, muitas vezes varia, como no caso de tambores horizontais ou verticais.

Filtros Cartuchos
MATERIAIS DE FABRICAÇÃO
- Carcaça filtrante e componentes de contato com o fluído em aço inox AISI 304 ou 316L decapado ou eletropolido.

- Elementos filtrantes em material sintético sintetizado em baixa micragem, e conjunto de vedação em material atóxico.

- Elementos filtrantes do tipo “BAG” ou manga filtrantes também são aplicáveis em alguns casos.

UTILIZAÇÃO
Polimento ou filtração de baixa micragem, menos que 5 micra em bebidas como cervejarias, indústrias de refrigerantes, águas e congêneres.

PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO
O líquido atravessa os cartuchos sintetizados, onde cumulativamente vão-se impregnando as partículas maiores que a micragem específica.

Sistema / SKID de Osmose Reversa
Osmose reversa é um processo de separação por membrana de fluxo transversal, o sistema é capaz de rejeitar macromoléculas e substâncias dissolvidas num solvente, geralmente água. As substâncias retidas (rejeito) na corrente de descarte no processo de separação podem ser orgânicas ou inorgânicas, com tamanhos de ângstrom. Entre outros fatores, a retenção depende de seu peso molecular, geometria e carga.

• Remoção de sólidos dissolvidos;
• Permite alimentação com qualquer concentração de sais;
• Baseia-se em membranas;
• Não requer regeneração;
• Parte da água é descartada na forma de rejeito (fluxo tangencial);
• Rejeito de boro >95%.;
• Eliminação de bromuros como precursor de bromatos em águas engarrafadas;
• Recuperação de concentrado de alto conteúdo de TDS;
• Reúso de água de efluentes;

Os Sistemas (Skids) de Osmose reversa para produção de água de alta qualidade são compostos basicamente por:

• Membranas de baixa pressão = economia de energia.
• Filtro Cartuchos;
• Skids de Osmose Reversa.
• Sistema de Limpeza.

Principais aplicações:
Tornar a água potável para consumo;
Reter íons da água para uso em caldeiras, torres de resfriamento e outros processos;
Produzir água ultrapura para a indústria farmacêutica e hemodiálise;
Dessalinização de água salobra e do mar.
Sistema / SKID de Ultrafiltração
Sistema projetado com objetivo de proporcionar água tratada de altíssima qualidade atendendo aos padrões de Potabilidade.
Também pode ser aplicado para dar polimento necessário ao efluente, com a finalidade de atendimento aos requisitos básicos de Reúso e descarte do mesmo.

Seu princípio de funcionamento (UF), é simples e eficiente.

As membranas são de Ultrafiltração possuem poros de 0,01 mícron, que permite a passagem da água, e retém as partículas que são menores que um centésimo de mícron.

Este sistema atende aos Padrões de Potabilização da Portaria 2.914 de 12/2011, onde as exigências em relação a qualidade, turbidez e padrão microbiológico da água tratada para consumo humano, foi alterado para:

Turbidez: 5NTU para 0,5NTU, esta exigência vai ao encontro da qualidade da retenção de nossas membranas que retém 99,9999% das bactérias e 99,99% dos vírus.

Vantagens:
Processo totalmente automatizado;
Alta qualidade e baixa turbidez;
Alto Fluxo de filtração;
Menor área de ocupação;
Eliminação de contaminações microscópicas;
Redução de produto químico;
Redução do consumo de energia;
Alta Capacidade de remoção de vírus e bactérias: 99,99%;
Atendimento à legislação Brasileira;
Portaria M.S. 2.914 de 2011 para Potabilidade;
Cetesb Art.18 e 19-A;
Conama 430 Art 16 e 21;
Leitos Filtrantes

- ZEÓLITA

Produto natural composto por minerais de alumino silicatos hidratados, usado para água filtrada para consumo humano. Meio filtrante ideal para a retirada de Ferro, Manganês, DBO, Amônia e metais pesados.

Remove matéria orgânica, tanto na forma dissolvida como coloidal, hidrocarbonetos, derivados halogenados, aminas, ácido húmico, proteínas, e lipídios são adsorvidos na superfície da mídia. Remove cloraminas. Usado em indústrias, hospitais, hotéis e residências.

- AREIA

Meio filtrante para retirada de particulados
A areia usada na filtração de água pode ser “agulhada” formando ângulos, considerada a melhor para filtração ou de padrão normal.

A granulometria usada depende do tipo de filtro. Sua principal aplicação retirar a turbidez, particulados e pequena quantidade de material emulsionado na forma coloidal ou emulsão.
Não retiram micro-organismos não podendo ser usado sozinho no controle de pragas e doenças. A principal origem da areia usada em filtração é o leito de rios que produz a areia fina (1), média (2) ou grossa (3) e ainda existe o cascalho e outras que podem ser usadas na filtração ou montagem do filtro.

Filtros lentos usam tamanho de grãos entre 0,25 e 0.35 mm, filtros rápidos usam granulometria entre 0,4 e 1 mm e os chamados filtros de alta taxa usam granulometria entre 0,8 e 2,0 mm.

Ou
Os elementos utilizados em nossos filtros têm a finalidade de filtração física de partículas sólidas é o grau de filtração desejado, que determina a granulometria de material a ser utilizado.

São produtos de origem mineral natural, retirados dos leitos dos rios.

- CARVÃO ATIVADO

Sua aplicação tem como finalidade remover o cloro residual presente na água de processo.

São conhecidos como decloradores, quando utilizados em unidades de tratamento de águas, seu propósito é proteger os processos industriais da ação oxidante do cloro livre presente na água. O CL_ (Cloro livre), transforma-se em ácido clorídrico, porém continua reagindo com a água e resulta em Cloretos.

Essa transformação ocorre em função do tempo de contato do CL_ (Cloro livre) com o carvão ativado.

Vantagens:
Decloração;
Adsorção de Hidrocarbonetos e Aromáticos Orgânicos;
Redução de sabor e odores indesejados.

Filtros Automáticos Autolimpantes
Projetado para operar através de multi elementos, seu objetivo é atuar na remoção de particulados sólidos ou líquidos. O processo de filtragem é contínuo, mesmo durante a operação de autolimpeza, que ocorre de forma automática, dispensando paradas.

O processo de filtração ocorre de dentro para fora dos elementos filtrantes, e os contaminantes são retidos em seu interior.

Sistemas de Tratamento de Águas (ETA e ETAC)
É um conjunto de procedimentos físicos e químicos, aplicados na água com o objetivo de torna-la potável. O processo de tratamento de água tem como finalidade, livra-la de qualquer tipo de contaminação, evitando a transmissão de doenças.

Etapas do processo de tratamento de Água:

- Coagulação: quando a água na sua forma (bruta) entra na ETA, recebe, nos tanques, uma determina quantidade de sulfato de alumínio. Finalidade: aglomerar (juntar) partículas sólidas que se encontram na água como, por exemplo, a argila.

- Floculação: em tanques de concreto com a água em movimento, as partículas sólidas se aglutinam em flocos maiores.

- Decantação: no tanque seguinte, por ação da gravidade, os flocos com as impurezas e partículas ficam depositadas no fundo dos tanques, separando-se da água.

- Filtração: a água passa por filtros formados por carvão, areia e pedras de diversos tamanhos. Nesta etapa, as impurezas físicas de menor tamanho ficam retidas no filtro.

- Desinfecção: é a aplicação de cloro ou ozônio para eliminar micro-organismos causadores de doenças.

- Fluoretação: é a aplicação do flúor na água para prevenir a formação de cárie dentária em crianças.

- Correção de PH: é a aplicação de uma quantidade de cal hidratada ou carbonato de sódio para corrigir o PH da água e preservar a rede de encanamentos de distribuição.

- Decloração e Polimento com resinas (Somente para ETAC).

Sistema de Tratamento de Efluentes
Na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) a água com impurezas que retorna empresas indústrias e casas passará por etapas para ser despoluída e devolvida ao meio ambiente. Um processo que longo, na fase líquida e sólida, para que sejam retirados todos os dejetos.

Tanque de areia – o esgoto circula bem devagar para que a areia fique depositada no fundo do tanque;

Reatores – as bactérias dos depósitos contribuem para reduzir a poluição e originar o lodo;

Tanques de aeração – as bactérias aeróbias auxiliam na destruição das impurezas, à medida que produzem a oxigenação da água;

Decantador secundário – o esgoto fica em repouso, o que contribui para que quase todas as impurezas fiquem no fundo do reservatório;

Última etapa da fase líquida – outras bactérias estéreis, originadas pelos raios ultravioleta, terminam por consumir o restante das impurezas.
Então a água retornará para o curso do rio;

Processo sólido – o lodo é secado, em um equipamento chamado adensador, para a total retirada da água, compactado e, assim, despejado em aterro sanitário.

Trabalhamos com ETEs Convencionais e por Membranas (MBR)

CONTATO


AQUA BRASIL EQUIPAMENTOS LTDA


Rua Lisboa, 41 – Osvaldo Cruz
CEP. 09570-510 - São Caetano do Sul – SP


Tel.: +55 11 2376-9961
Cel.: +55 11 989 879 151
Cel.: +55 11 989 835 189


E-mails:
E-mail para Sistemas: comercial@aquabrasilequipamentos.com.br
E-mail para Produtos: vendas@aquabrasilequipamentos.com.br

SERVIÇOS

Montagem Industrial

Soldagem de Tubulações
(Inox, Aço Carbono, PEAD, PP, PPR)

Análises Laboratoriais
conforme portaria 2914

Treinamento para Operadores
de ETA´s ETE´s

Operação Terceirizada de ETE´s e ETAs.

Aluguel de Equipamentos/Skid para tratamento de Água
Criação de Sites para Empresas